sexta-feira, 13 de maio de 2016

Mar de Jade

(onde se mostra um bocadinho dos nossos dias passados na costa alemã)





[ à beira-mar, onde não é suposto tomar banho ]

[ a principal diferença entre os 9 e os 14:
um menino a ser criança e um adolescente a adolescer enfadado ]

[ no Norte da Alemanha as casas têm uns belíssimos telhados de palha, que devem ter um nome técnico qualquer... ]

[ uma coisa estranhíssima: a costa alemã estava cheia de autocaravanas.... o que levará esta gente a acampar em frente a praias onde não se pode tomar banho (excepto se forem o Vasco)? ]


[ os meus três homens rumo ao infinito ]


[ adoro estes carrinhos onde a malta leva filhos e cães a reboque nas bicicletas ]

[ da série "mãe babada com a beleza do seu adolescente crescido" ou como arrancar-lhe uma gargalhada com cócegas ]

[ já vi muitas crianças a brincar à beira-mar em vários países diferentes... só muda o cenário, a alegria é exactamente a mesma]

[ as nossas pegadas na areia... perdão, na lama ]

[ ele pensa que se meter o capucho e se afastar, ninguém o confunde connosco ]

[ as casas aqui são tãoooo grandes! ]


[ apaixonámo-nos por este moinho, mas não percebemos bem para que servirão as pás mais pequeninas... será um mecanismo para transportar as sacas de cereais lá para cima? ]

[ a costa alemã tem caminhos planos infindáveis que se podem percorrer de bicicleta  ]


[ portão para impedir o gado de passar para a praia, com  um passadiço no chão com barras de metal espaçadas ]

[ Vasco-pastor ou ovelhas em debandada ]

[ a brincar às escondidas num campo de colza... cheira tão bem! ]

[ a energia eólica está omnipresente na Alemanhã do Norte e os aerogeradores já fazem parte da paisagem ]

[ da série "tenho quase 10 anos e sou um mimado" ]

[ a costa alemã é muito parecida com a Holanda, com água por todo o lado que divide naturalmente o terreno e deixa a terra muito verdinha... o meu amor fica sempre deliciado com os barcos ]

[ diz que era um parque natural, com muitas espécies protegidas, mas nós só vimos gaivotas ]


[ da série "pára de me fotografar!" ]

[ pronto... admito que também sou uma mãe um bocado melada ]

[ nunca vi tantas ovelhas na vida... também havia algumas vacas e cabras, mas a maioria dos campos tinha ovelhas à solta, apenas delimitadas pelos canais de água ]


[ fiquei encantada com estas casinhas de madeira e verga transportáveis que se alugam nas praias, um pouco à imagem das nossas barraquinhas ou toldos ]


[ ei-la aqui aberta, com repousa-pés e tudo! ]


[ estou desconfiada de que o Mar de Jade tem este nome devido ao tom esverdeado da lama que faz as vezes de mar, mas também é possível que lhe tenham dado um nome exótico para atrair turistas palermas à procura de praias paradisíacas... seja como for, a coisa pequena não se importou de andar a chafurdar na lama de cuecas ]


 [ são quilómetros de lama a perder de vista, que a Unesco declarou património mundial graças à sua biodiversidade ]


[ uma espécie de pés sujos de areia do Mar de Jade... que custa muito mais a limpar, mas deixa os pés lisinhos como se tivéssemos saído de um spa ]


[ introspecção juvenil à beira-lama ou "O Pensador" de Rodin ]


[ para quem está habituado a ver tantos campos ao abandono em Portugal, é uma surpresa ver o mais pequeno pedaço de terra cultivado]


 [ cem cães a um osso, que é como quem diz um rebanho inteiro à sombra de um arbusto ]

[ tenho para mim que, se os engenheiros que conceberam estas geringonças tivessem alguma sensibilidade artística, tê-las-iam pintado de azul como o céu ]


[ a tribo, pois claro! ]

8 comentários:

  1. Obrigada, querida Rita! Enquanto houver braços para acolher estes rapazes e beijocas para distribuir, a tribo é invencível...seja neste Mar de Jade ou numa viela marroquina! Adorei esta mostra, é um aperitivo para a minha incursão nesse país daqui a 15 dias, chegou o tempo de eu vencer os meus pré-conceitos em relação à Alemanha e conhecer mais do que Colónia e Berlim (gostei tanto)! Vai ser de Munique a Hamburgo e regresso a Berlim...E essa cadeirinha de madeira e verga é linda, até a gente se esquece que lhe falta à volta areia dourada e água azul! Beijinhos e bom fim de semana, com todos com baterias carregadas! Ah, na Noruega vi muitos telhados sui generis, especialmente os telhados verdes ecológicos que têm vindo a substituir os de colmo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que me faz mais confusão na Alemanha é nunca saber se estou a ver originais que escaparam ou réplicas reconstruídas. Frankfurt é sem dúvida muito bonito, mas foi inteiramente reconstruída no pós-guerra. É estranho...
      A Noruega está ali à espera de uma oportunidade! :)

      Eliminar
    2. Acho que já aqui lhe confessei que tinha "medo" de visitar a Alemanha, tal tinha sido o impacto de cidadãos desse país que apanhei em 7 anos de Instituto Alemão e alguns (menos) nos 5 anos da Faculdade de Letras...Mas há 3 anos fui a Berlim e Berlim conquistou-me! Também já estive em Colónia e tive a sua sensação de que quase nada era original! Agora estou a precisar de apanhar ares fora deste cantinho, vou lá fora para sentir saudades da terra!

      Eliminar
    3. Por muito que goste da Alemanha, os alemães são outra coisa... Também não é povo que me atraia por aí além, mas é sem dúvida um preconceito da minha parte. Seja como for, nunca me senti tão mal recebida como nesta última viagem. Não há uma indicação noutra língua que não seja o alemão. Nem folhetos no Turismo, nem ementas nos restaurantes, nem painéis explicativos... nada! E não nos cruzámos com uma única pessoa que falasse outra língua. Foi muito complicado comunicar! Nem na aldeola mais perdida de Marrocos nos sentimos assim.

      Eliminar
    4. É que em Marrocos precisam de dinheiritos vindos seja de onde for, com grandes elogios ao país de origem dos forasteiros, no caso dos portugueses vêm logo os futebolistas "à cabeça"...

      Eliminar
    5. Exacto! A questão da língua está directamente relacionada com o turismo. Mas acho que também tem a ver a afabilidade natural do povos. Ninguém em Marrocos ganhava nada por me bezuntar o Vasco de beijos (só olhares desconfiados do Diogo)... ;)

      Eliminar
  2. Fotos tão bonitas. E tu, também és tão bonita. :) Obrigada, pela partilha destes teus momentos bons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhh... que querida! Obrigada, mas sou feliz, não bonita.

      Eliminar